HomeSalvador

Mais que inimigos do fim: baianos e turistas aproveitam Arrastão da Quarta de Cinzas

Fotos: Joka Gueiros / Secom PMS

Mesmo com o sol forte em Salvador, cidadãos e turistas aproveitaram a quarta-feira de Cinzas para se despedir do Carnaval 2024 no tradicional Arrastão da Quarta-feira de Cinzas. Idealizado por Carlinhos Brown, que fechou o desfile, o evento contou com os trios de Bell Marques, Léo Santana e Danniel Vieira.

A funcionária pública Roqueane Miranda, de 45 anos, veio do bairro de Pau da Lima para aproveitar os últimos instantes da folia. “Todo ano eu estou aqui. Geralmente acompanho Bell e sempre que estou na folga eu venho. E hoje preciso dizer que com a iniciativa da proteção solar achei super interessante, ainda mais nesse sol quente. Foi sensacional a ideia, a Prefeitura está de parabéns”, declarou.

Direto de Curitiba, a analista paranaense Ana Carla Biscaia, de 28 anos, ao lado das amigas, também não queria saber do fim da folia. “Esse é meu terceiro Carnaval em Salvador e para mim esse é o melhor dia. Sou inimiga do fim e estou aqui firme e forte. Se deixar, pegamos o esfregão da limpeza e ajudamos a encerrar também”.

Ao som de “Diga que Valeu”, o cantor Bell Marques deu o pontapé ao desfile, seguido de Léo Santana, que relembrou “Mamoeiro”, sucesso da banda Parangolé, de onde foi vocalista.

Homenagem – Mais uma vez homenageando os agentes de limpeza, o sertanejo Danniel Vieira foi a terceira atração. “Deu tudo certo neste Carnaval. Sobrou um restinho de voz e a gente conseguiu estar aqui mais uma vez mostrando a pluralidade da folia e homenageando os agentes, que arrumam a nossa bagunça e merecem muito”, declarou. Entre os convidados, Kart Love e Guga Meyra, da banda Duas Medidas, além de Rafique, da banda Mambolada.

Ancestralidade – “Onda do mar me levou e eu resisti”. Desta forma, Brown iniciou seu desfile após chegar em cortejo com os Zárabes ao Farol da Barra para iniciar sua passagem no Arrastão, por volta das 11h.

“Sou ancestralidade, sou Ilê Aiyê e era necessário fazer o grito afro, porque existiu Mãe Hilda. O Ilê me acolheu e ao coletivo axé music para que ele existisse. O Ilê também acolhe a cidade”, disse o artista, após o padê, abrindo os caminhos e lembrando que, neste ano, o homenageado do arrastão é Neguinho do Samba, falecido em 2009.

“Agradeço à Prefeitura de Salvador, capital afro. Hoje temos Mariene de Castro, os vocalistas do Ilê, do Olodum. Aos turistas, essa casa é de vocês”, completou Brown.

O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, disse que o Arrastão desta Quarta-Feira de Cinzas, no Circuito Dodô (Barra-Ondina), tem um significado especial pela participação dos blocos afro. Os grupos foram homenageados este ano no Carnaval, que teve como tema Salvador Capital Afro.

“A gente começou o Carnaval com uma homenagem aos blocos afro e, para isso, a Prefeitura fez diversos investimentos. Agora encerramos com esse arrastão de forma especial, com a participação de Bell, Leo Santana, Danniel Vieira e convidados. Mas sobretudo é muito importante esse simbolismo de termos Carlinhos Brown junto com o Olodum, o Ilê e os Zárabe fechando a festa com chave de ouro”, afirmou Isaac.

Comemoração – A ambulante Jucileide Conceição atua há mais de 20 anos e mora na Federação. “Estou aqui desde o início e não tenho do que reclamar. E o tratamento foi maravilhoso, sem agonia. Tirando a chuva, foi lindo, o melhor ano para nós ambulantes. Fechando com chave de ouro as vendas no arrastão”.

Direto do Rio de Janeiro com os pais, Catharine Macedo, de 41 anos e Jean Almeida, de 47 anos, a pequena Maria Alice, de dois anos e meio, ocupava o Baby Elétrico no Arrastão. “Este é o segundo ano dela, com dois anos e meio, e esperamos trazer todos os anos. Meu marido é fã do Carnaval de Salvador e há 11 anos estou aqui com ele. Ano passado serviu para ver como ela se portava e ela adorou, e vamos no limite dela, curtindo e sem forçar nada”.

Limpeza – Ao final do desfile, o bloco da limpeza pediu passagem, sob aplausos dos foliões que ainda resistiam ao sol de meio dia, com termômetros marcando 30 graus. “Que a sociedade reconheça cada vez mais a importância de vocês”, reforçou Danniel Vieira, ao passar por um grupo de agentes.

Reportagem: Ana Virgínia Vilalva/Secom PMS

COMMENTS