HomeBrasil

Governo quer usar Luz Para Todos como referência para auxiliar inclusão energética mundial

O governo brasileiro quer usar o modelo do programa Luz Para Todos como referência para auxiliar outros países na inclusão energética.

A ideia está no plano de transição energética, assinado nesta quarta-feira (31), com a Agência Internacional de Energia (IEA).

Durante cerimônia de assinatura do plano, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, disse que o Brasil tem potencial para ajudar outros países no combate à pobreza energética.

De acordo com Silveira, o governo brasileiro ainda entrou em contato com a Organização das Nações Unidas para tratar sobre o assunto.

“Com a nossa experiência, podemos ajudar as demais nações, para além da questão da transição energética, a combaterem a pobreza energética, se espelhando no nosso Luz para Todos”, afirmou.

Segundo o ministro, o Brasil recebeu um convite da ex-presidente Dilma Rousseff, que compõe o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), para auxiliar países africanos.

Durante o evento desta quarta, Silveira ainda disse que o programa Luz Para Todos deve ser finalizado até 2026, último ano do terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Para 2024, o Executivo prevê investir R$ 2,5 bilhões no programa. Os recursos serão financiados pela Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Criado em 2003, o Luz Para Todos tem o objetivo de conceder o acesso à energia elétrica às residências rurais e urbanas que não possuem acesso ao serviço público de distribuição de energia.

Fonte: Agência Brasil

COMMENTS