HomeSalvador

Circuito de Histórias Negras do Literama Infantil segue com inscrições abertas até quinta (29)

Foto: Jefferson Peixoto/Secom PMS

Contar histórias, a partir da literatura de escritores negros e negras da Bahia, para aproximar crianças e adolescentes da rica cultura afro-brasileira. Esse é o principal propósito da 2ª edição do Circuito de Histórias Negras do Literama Infantil. As unidades escolares do ensino público e organizações não governamentais (ONGs) que desejarem participar devem fazer as inscrições até quinta-feira (29), através do formulário on-line https://forms.gle/kgLQzJBWCXHJrgB97.

O projeto contemplado pelo edital Territórios Criativos, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), conta ainda com subsídios da Lei Paulo Gustavo. O gerente de Promoção Cultural da FGM, George Vladimir, destaca a relevância do projeto para os estudantes de Salvador, a cidade mais negra do mundo fora da África.

“Literama é um projeto de suma importância para nossa cidade, principalmente por levar autores negros baianos para os nossos jovens da rede pública. Dar visibilidade aos nossos artistas que tem lugar de fala importantes na nossa construção histórica e cultural”, frisa, lembrando que o evento também contempla a doação de livros às escolas participantes do projeto.

A produtora cultural Cris Santana, coordenadora geral do projeto, acredita que é uma oportunidade única para contribuir no enriquecimento cultural das crianças e adolescentes, a partir da cultura afro. Para ela, o circuito de contação de histórias, além de fortalecer a representatividade dos artistas negros e negras da Bahia, ajuda no processo de autoestima e empoderamento das crianças e jovens estudantes.

“Podemos ver no dia a dia a importância de fomentar uma cultura mais inclusiva, representativa e diversa, principalmente quando se trata de crianças e adolescentes. O Literama Infantil tem esse propósito de incentivar o consumo da literatura negra infanto-juvenil; e aproximar cada vez mais estudantes de regiões desfavorecidas culturalmente da cidade. O despertar cultural e artístico de uma forma representativa tem capacidade de transformar vidas”, enfatiza Santana.

Como participar – Para se inscrever na seleção, é necessário que a instituição seja uma unidade escolar do ensino público ou ONG que trabalhe com o público infantojuvenil (até 12 anos) do Ensino Fundamental I, e esteja localizada na Prefeitura-Bairro IV (Itapuã/Ipitanga) de Salvador.

Podem se inscrever as escolas públicas localizadas no Alto do Coqueirinho, Areia Branca, Aeroporto, Bairro da Paz, Boca do Rio, Cassange, Imbuí, Itapuã, Itinga, Jardim das Margaridas, Mussurunga, Nova Esperança, Patamares, Piatã, Pituaçu, São Cristóvão e Stella Maris. Mais informações podem ser adquiridas através dos e-mails literamainfantil@gmail.com ou @literamainfantiloficial.

COMMENTS