HomePolítica

Barroso libera retomada do julgamento que discute ampliar o foro privilegiado de políticos | Política

Relator dos casos, o ministro Gilmar Mendes propôs que, quando se tratar de crime praticado no exercício da função, o foro privilegiado deve ser mantido mesmo após a autoridade deixar o cargo. Isso valeria para casos de renúncia, não reeleição, cassação, entre outros. Toffoli, Zanin, Dino e Moraes seguiram o voto.

Fonte: clique aqui.

Você gostou desse conteúdo? Compartilhe!

COMMENTS