Trabalho missionário: crianças refugiadas na Colômbia conhecem o amor de Deus

Milhões de crianças vivem em circunstâncias difíceis na Colômbia. Muitos estão mendigando nas ruas, vasculhando lixo ou trabalhando em fábricas clandestinas, para ajudar em casa.

A missão Samaritan's Purse decidiu entrar em cena e criar uma ação para ajudar essas crianças a construir um novo começo em suas vidas. Enquanto isso, eles aprendem sobre a Palavra de Deus.

“As equipes estão dando aulas bíblicas para meninos e meninas em várias comunidades migrantes para lembrá-los de que Deus os ama e não os esqueceu”, informou o site da instituição.

Muitos venezuelanos fugiram de sua terra natal em meio a uma crise econômica, que dificultou o acesso a alimentos e remédios.

Entre eles, estão quatro irmãos, que migraram da Colômbia com a mãe há três anos, em busca de melhores condições de vida.

A família se estabeleceu em Bucaramanga, localizada no norte da Colômbia, onde construíram estruturas improvisadas de madeira e plástico para residir.

Solmary, de 13 anos, Alejandro, de 8 anos, Uriel, de 5 anos e Babi, de 3 anos, não perderam uma aula do programa de educação infantil Samaritan's Purse. Segundo a organização, eles querem aprender mais sobre Deus.

Estudo bíblico

Os missionários ensinam lições bíblicas para crianças migrantes venezuelanas, de 4 a 17 anos, três vezes por semana.


As crianças menores. (Foto: Reprodução/Samaritan's Purse)

Nas classes, os menores aprendem sobre tópicos bíblicos, como o caráter de Deus, salvação, oração e adoração.

Assim como demonstrar bondade, respeito e generosidade para com os outros. A equipe de voluntários também os orientam sobre a prevenção do tráfico humano.

As crianças mais velhas frequentam as escolas na região, enquanto as mais novas estão aprendendo a ler e escrever enquanto estudam a Bíblia.

Diego Paez, coordenador do ministério Samaritan's Purse em Bucaramanga, informou que há dias em que as crianças chegam às aulas tristes e retraídas.

Ele contou que elas ficam oprimidas pelas lutas diárias que suas famílias enfrentam: “Elas podem estar com fome por não ter comida suficiente para comer”.

“Então, damos almoço e um lanche em cada aula. Além de dizermos o quanto Deus os ama. E no final, o semblante delas geralmente melhora”, acrescentou ele.


Escola de ensino bíblico para as crianças. (Foto: Reprodução/Samaritan's Purse)

Diego contou que os menores sorriem, cantam canções e fazem artesanato, enquanto aproveitam o tempo que tem para ser apenas crianças.

Cantando uma Nova Canção ao Senhor

A Samaritan's Purse também está desenvolvendo um ministério infantil em três comunidades em Cucuta, Colômbia, perto da fronteira com a Venezuela.

Ruben, de 10 anos, e seu irmão assistem à aula em uma igreja local. O menino ama ver seu professor tocar violão e tem o desejo de poder fazer o mesmo.

“Ó Senhor, quão variadas são as tuas obras. Com sabedoria Tu os fizeste a todos”, cantou Rubem recitando a passagem bíblica de Salmo 104:24.
“Sinto uma conexão com Deus quando estou aqui”, disse ele sobre as aulas.


Os menores estão aprendendo a ler e escrever. (Foto: Reprodução/Samaritan's Purse)

Segundo a Samaritan's Purse, alguns dos alunos escreveram cartas de agradecimento a seus professores, testemunhando o quanto as aulas significaram para eles.

“É incrível ver o entusiasmo das crianças em participar de cada atividade. Elas realmente gostam de cantar, brincar e ensinar. E também são incentivados a aprender versículos da Bíblia e recitá-los na semana seguinte”, disse Martha Chinchilla, membro da equipe.

“As crianças expressam um novo desejo de orar e cantar para Deus. Eles também manifestam mais interesse em conhecer a Bíblia e as pedem, e assim, recebem com grande alegria”, concluiu ela.

Fonte: Guia-me