‘Quero usar o futebol para espalhar a mensagem de Jesus’, diz jogador da NFL

Jogador da NFL – liga profissional de futebol americano dos EUA – falou sobre sua fé e relacionamento com Jesus, em entrevista após a partida em que seu time saiu vencedor.

Quarterback Texans, CJ Stroud foi um dos atletas a falar no pós-jogo de domingo (24), depois de conquistar sua primeira vitória na carreira contra o Jacksonville Jaguars.

O atleta de 21 anos, que foi a segunda escolha geral do draft (um processo no qual as equipes têm a oportunidade de selecionar novos jogadores para se juntarem à liga) da NFL em abril, enfrentou duas derrotas consecutivas no início da temporada.

Apesar disso, Stroud descreveu a pressão de ter um bom desempenho como um "privilégio".

"A pressão é um privilégio. Muitas pessoas não têm a oportunidade de viver a vida que eu vivo. É desafiador, não me entendam mal; é desafiador. Mas é um privilégio, cara”, declarou.

Gratidão a Deus

Em seguida, o jogador passou falar sobre sua gratidão a Deus.

"Sou abençoado por acordar todos os dias, andar, conversar, sentir os cheiros, interagir com as pessoas e jogar futebol", declarou Stroud.

"Essas são todas coisas que muitas vezes consideramos garantidas no dia a dia, mas eu me esforço ao máximo para agradecer a Deus por todas elas, porque acredito verdadeiramente na Sua graça e misericórdia. Ele sacrificou Sua vida por nós na cruz, cara. Isso é algo em que realmente acredito."

‘Seguidor de Cristo’

Stroud, que se descreve como um "seguidor de Cristo" em suas biografias nas redes sociais, teve sua fé fortalecida desde criança através das experiências desafiadoras que enfrentou.

Nascido como o caçula de quatro filhos em Rancho Cucamonga, Califórnia, Stroud cresceu em condições de pobreza. Seu pai está atualmente cumprindo uma pena de 38 anos de prisão após se declarar culpado de acusações que incluíam roubo de veículos, sequestro, roubo e agressão sexual em 2015.

Stroud contou que seu pai era seu melhor amigo antes de ser preso e que foi ele quem o incentivou a praticar esportes. Ele começou a cumprir sua pena quando CJ estava no ensino médio.

'Espalhar o Evangelho'

Como resultado, a família de Stroud enfrentou dificuldades para sobreviver. Desde sua juventude, ele teve experiências de insegurança habitacional, e durante seus anos na Escola Secundária Rancho Cucamonga, morou em um pequeno apartamento acima de um depósito.

No entanto, nos anos após a prisão de seu pai, Stroud não apenas se reconciliou com ele, mas também auxiliou sua família a quebrar o ciclo de criminalidade e pobreza por meio de seu sucesso como atleta.

"Isso vai além de apenas um jogo de futebol", ponderou Stroud em sua conversa com a imprensa no domingo. "Se eu tiver que usar o futebol como meio de cumprir meu propósito de espalhar o Evangelho e a mensagem de Jesus Cristo, então é isso que farei. Acredito que seja isso que Deus deseja."

"Ao mesmo tempo, também estou aqui para vencer", acrescentou Stroud com um sorriso. "Então, é por isso que continuo trabalhando duro, cara. Vou continuar lutando até o fim."

Fonte: Guia-me