Presidiários se rendem a Jesus no Mali: “O poder de Deus estava lá”

No Mali, país da África Ocidental, uma prisão recebeu a visita de um missionário da “Christian Aid Mission” que pregou o Evangelho e levou pessoas a Jesus.

Um oficial reuniu os presos no pátio para ouvir a Palavra de Deus. Segundo a Mission Network News, entre eles, havia assassinos, ladrões, homens e mulheres violentos.

Enquanto ouviam a mensagem, os rostos endurecidos foram suavizados à medida que o missionário ministrava sobre desobediência, pecado e salvação.

“O oficial sabia que esta poderia ser a única chance que os detidos teriam de ouvir o Evangelho”, afirmou o missionário à Mission Network News.

E continuou: “Em poucos minutos, uma voz gritou: ‘Eu sou culpado. Este homem está dizendo a verdade. Deus me ajude’".

O missionário contou que podia ver outros chorando e sussurrando coisas semelhantes entre si.

“Foi como se uma luz tivesse acabado de surgir no meio da escuridão. Certamente o poder de Deus estava lá”, testemunhou ele.

Transformação de vidas

Enquanto todos estavam quebrantados com o mover do Espírito Santo acerca do arrependimento, o agente penitenciário também confessou aos presos: “Esta palavra me diz respeito. Sou culpado perante Deus. Que Ele me ajude”.

“Enquanto ele falava, lágrimas rolavam pelo rosto de muitos”, disse o missionário, acrescentando que o oficial e os presos imploraram aos cristãos que orassem por eles.

Depois da oração, os presos agradeceram aos crentes que se disponibilizaram para levar a Palavra de Deus até eles.

“Ouvindo tais palavras, tínhamos a certeza de que o Espírito Santo tinha acabado de completar perfeitamente a sua obra de salvação em todas as vidas que estão diante de nós”, declarou o missionário.

“Foi como se um fardo pesado tivesse acabado de ser descarregado de cada ombro, porque a alegria estava nos lábios de todos”, acrescentou.

No local, os cristãos também distribuíram Bíblias aos presos. Quando retornou à base da missão, o missionário contou que ligou para o diretor da prisão e testemunhou:

“Ele gritou de alegria e nos disse que a atmosfera havia sido completamente transformada. Agora, havia paz, felicidade e alegria na prisão. Ele disse que brigas, acessos de raiva, violência, insultos e maldades desapareceram completamente”.

E continuou: “Alguns prisioneiros estavam envolvidos na discussão da mensagem do dia anterior, enquanto outros liam as suas Bíblias”.

No Instagram, a missão compartilhou que o ministério está vendo muitas vidas serem transformadas nas prisões do Mali.

Fonte: Guia-me