Pastora revela que foi curada de depressão após igreja jejuar: “Foi algo sobrenatural”

A pastora Nayara Pedrini testemunhou como foi curada de uma depressão profunda durante sua juventude com ajuda de igreja, em participação no Mais Forte Podcast de Karina Bacchi.

Nayara contou que cresceu em uma família humilde e disfuncional em São Paulo. “Um lar de gritos, traições, de violência sexual, de tudo o que você possa imaginar”, disse.

A menina nunca havia ouvido sobre Deus até sua irmã mais velha se converter e levá-la à igreja. Nayara ouviu o Evangelho e aceitou Cristo aos 13 anos de idade.

Chamada missionária

Logo depois, a adolescente recebeu uma chamada missionária através de experiências espirituais com Deus.

Orientada por seu pastor, ela começou a se preparar para cumprir seu ministério, estudando a Bíblia e outras línguas.

Com 15 anos, Nayara já atuava nos bastidores das missões Antioquia, Portas Abertas e Rádio Transmundial, como tradutora.

“Essa foi minha adolescência. Me apaixonei pela Palavra e meu coração batia forte ao ouvir sobre missões”, contou a pastora.

Traumas e perda

Aos 24 anos, Nayara enfrentou um dos momentos mais difíceis da sua vida ao perder sua irmã mais velha, vítima de suicídio.

“Entrou um conflito muito grande na minha vida e eu entrei em depressão”, lembrou ela.

E acrescentou: “Não tinham me apresentado o Jesus que se importa com as minhas emoções. Eu continuava com meus traumas. O suicídio da minha irmã foi a gota d’água de uma série de coisas que eu tinha que lidar e não estava lidando”.

A cristã enfrentou uma depressão profunda, afetando toda sua vida. “Eu fiquei com 41 quilos. Eu não conseguia mais comer e nem levantar da cama”, observou.

Sem forças para ler a Palavra e orar, Nayara conseguia apenas falar poucas frases a Deus: “Me socorre, não quero morrer, quero viver e te servir”.

Amparada por igreja

Atendendo a sua oração, o Senhor enviou o socorro que a jovem precisava naquele momento. Morando sozinha em Recife e longe da família, sua mãe pediu a uma igreja local que amparasse a filha.

O pastor da igreja visitou Nayara, junto com uma psiquiatra cristã. “Como psiquiatra, eu deveria te internar agora. Mas, Deus está falando que você vai ser usada e seu caso vai ser um milagre”, declarou a médica.

Então, toda a congregação iniciou um jejum de sete dias pela cura da jovem. “No sétimo dia você vai levantar dessa cama e vai estar de pé lá na igreja”, profetizou a psiquiatra.

“Eu não sabia como, se lutando durante seis meses eu não estava conseguindo, como isso aconteceria em sete dias. Mas agora, eu tinha uma igreja orando por mim, um pastor”, ressaltou Nayara.

No quinto dia do jejum, a jovem teve um sonho, em que uma pessoa entrava em sua casa, levando uma planta. Nayara reconheceu que se tratava da funcionária que trabalhava em sua residência.

“Sem saber, eu contratei uma mãe de santo. E ela estava levando um monte de coisas para a minha casa. Meu tanque estava cheio de vela”, relatou.

Milagre instantâneo

Aconselhada por seu pastor, Nayara tirou os objetos da casa, abençoou a funcionária e a dispensou. Logo, a cristã começou a sentir o agir de Deus em sua vida.

“Foram duas coisas, espiritual e emocional. No sexto dia, eu acordei cantando. Eu saí da cama e fui para o banho. Imagina! [Antes] eu me arrastava para tomar banho”, testemunhou.

“No sétimo dia eu estava na igreja, totalmente livre. Foi algo sobrenatural. Existe um processo para sair da depressão, mas no meu caso foi um milagre instantâneo. Deus age de várias formas”, afirmou a pastora.

Durante sua vida, Nayara Pedrini atuou como missionária em países perseguidos. Hoje, ela lidera a Igreja Unidade em Cristo.

Além disso, ela foi despertada para ajudar outras pessoas que enfrentam problemas emocionais e trabalha com o autor e psiquiatra cristão Augusto Cury.

Fonte: Guia-me