Pastor que quase morreu e teve o braço amputado ensina: ‘Alegrai-vos sempre’

Após sofrer uma rara infecção e ter que amputar o braço, um pastor da Flórida, Estados Unidos, está expressando sua gratidão e confiança no plano de Deus.

O pastor Nate Hille, da Igreja Batista da Bíblia em Plant City, contou que quase morreu depois de sofrer uma queda no trabalho e cortar o cotovelo, há seis meses.

No entanto, o que parecia ter sido um ferimento leve se transformou em algo preocupante chamado “fasceíte necrosante”, descrita pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA como uma “infecção bacteriana rara que se espalha rapidamente pelo corpo e pode causar a morte”.

“Acabei tendo que amputar meu braço. Ao longo de 19 dias, fiz 12 cirurgias, perdi meu deltóide da escápula, músculo, músculo peitoral menor, gânglios linfáticos e continuei a fazer mais cirurgia”, relatou o pastor.

Sua esposa, Cassie, informou que a família não tinha ideia de que o arranhão iria evoluir para algo tão sério.

Nate se apoiou em sua fé durante esse momento que trouxe muitos desafios para ele e seus familiares.

“Quem sou eu para questionar o Senhor? Ele me deu um braço e o tirou. Essa foi a nossa atitude em relação a isso. Devemos glorificar seu nome independentemente do que aconteça em nossa vida”, afirmou ele.


Nate no hospital. (Foto: Reprodução/YouTube/10 Tampa Bay)

Evangelismo

Para ele, Deus usou o período em que ficou no hospital para fazer com que ele ministrasse o Evangelho a outras pessoas.

“Pude conversar com pessoas sobre o Senhor com quem nunca teria conversado em outras circunstâncias”, contou o pastor.

Cassie disse que orou com outras pessoas enquanto enfrentava seus medos em relação à saúde do marido.

“Mesmo na tragédia, houve muitas coisas boas. Temos sido capazes de compartilhar o Senhor com pessoas que nunca teríamos conhecido, sentados naquelas salas de espera, orando com famílias que talvez não tivessem esperança”, disse ela.


O pastor Nate e sua esposa Cassie. (Foto: Reprodução/YouTube/10 Tampa Bay)

Apesar das circunstâncias, o líder religioso afirmou confiar plenamente nos planos de Deus.

“Quero agradecer a Deus por tudo o que Ele fez e dar graças a Ele por sua misericórdia”, relatou o pastor.

"Ele disse que o Senhor não terminou com ele aqui. Ele espera ser uma luz nesta comunidade e falou que o Senhor tem um trabalho para ele fazer, e ele quer realizar", disse Cassie.

O casal de pastores vivenciou o que a Bíblia orienta em 1 Tessalonicenses 5:16-17: “Alegrai-vos sempre, orai continuamente, dai graças em todas as circunstâncias; porque esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus”.

Fonte: Guia-me