Pastor encoraja cristãos que enfrentam perseguição: "Peça coragem a Deus"

A perseguição religiosa é uma realidade que afeta muitos cristãos em todo o mundo, independente de sua denominação.

Pensando nisso, o pastor Jesse Bradley, da igreja Grace Community Church, em Washington, nos Estados Unidos, encorajou os crentes sobre como reagir quando alguém se opõe à fé em Jesus.

“Pode ser doloroso quando alguém ataca você verbalmente por causa de sua fé”, disse Jesse à Fox News Digital.

“Suas crenças podem ser um ímã para pessoas que querem minar ou destruir seu relacionamento com Deus e sua visão de mundo”, acrescentou ele.

O pastor também observou: “A perseguição religiosa é global e pode resultar em prisão, espancamentos e até mesmo morte. Mais frequentemente, porém, as experiências são calúnias, exclusão, zombaria, cancelamento ou intimidação”.

Segundo ele, embora as pessoas “não consigam impedir a negatividade” dos outros, elas podem “escolher sua reação”.

Jesse, que costuma ganhar muitas almas para Jesus através de seu testemunho e suas ministrações, compartilhou três dicas importantes sobre como lidar com a perseguição:

“Ande na verdade”

O primeiro ensinamento dado pelo pastor é “Andar na verdade”. Para ele, os fatos levam à fé.

“Quando a sua fé não é cega, mas baseada em fatos históricos, você está em terreno sólido. O Cristianismo, por exemplo, é baseado na ressurreição de Jesus e a evidência clara é muito convincente", declarou o pastor.

E continuou: “Jesus é a verdade [João 14:6] e não há engano nele. Deus é fiel e cumpre todas as suas promessas”.

Ele citou a passagem bíblica em Mateus 5: 11-12, onde Jesus lembra seus discípulos de que eles são abençoados quando as pessoas os perseguem “porque as recompensas no Céu são grandes”.

"Se certifique de não desprezar as pessoas, ser rude e hipócrita ou interpretar mal o que alguém está comunicando. Essas não são formas de perseguição, mas mudanças pessoais que você precisa fazer", destacou ele.

“Ande em amor”

O segundo conselho de Jesse é “Ande em amor”. Ele refletiu sobre alguns dos ensinamentos do Novo Testamento sobre o amor:

“Quando Jesus foi espancado, ridicularizado, cuspido e assassinado, Ele continuou a amar as pessoas que o machucaram. Ele orou por elas, pedindo a Deus que as perdoasse porque elas, em um sentido muito profundo, não sabiam o que estavam fazendo".

"O amor inclui oração. O amor inclui sacrifício. O amor inclui perdão. O perdão não significa que vocês serão amigos íntimos. A distância pode ser sábia", acrescentou Jesse.

Segundo o pastor, o perdão, entretanto, “significa que você não guardará amargura, ressentimento ou tentará se vingar. Deus tem a palavra final e fará justiça”.

“E porque Jesus perdoou seus pecados, você precisa perdoar a todos plenamente. O amor e o perdão glorificam a Deus e o libertam do fardo”, afirmou ele.

“Ande com propósito”

E o último ensinamento de Jesse é “Andar com propósito”. O líder explicou que quando Jesus foi perseguido, “Ele não recuou, não cedeu ao medo, nem abandonou a sua missão”.

O pastor exortou os cristão a evitarem as tentações de serem aprovados pela multidão e buscarem mais “ser como Jesus”.

"Evite as tentações da aprovação da multidão, faça da fidelidade a Deus sua principal prioridade e confie a Ele os resultados", disse Jesse.

E continuou: “Muitas pessoas colocam sua fé em segundo plano quando a oposição aumenta. Em vez disso, peça coragem a Deus e medite em sua Palavra [Josué 1:6-9]. Ame seu próximo e compartilhe sua fé".

"Deus está sempre com você e nunca o deixará ou desamparará. Nada pode separá-lo do amor de Cristo [Romanos 8:38-39]", concluiu o pastor.

Fonte: Guia-me