Foto: Lucas Moura / Secom PMS

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realizou na manhã desta quarta-feira (27) um encontro com o tema “Mulheres Negras e Saúde Mental”. A atividade aconteceu na Casa da Música, na Lagoa do Abaeté, e reuniu mais de 70 servidoras da saúde da região de Itapuã, incluindo as profissionais do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). O objetivo foi discutir os impactos do racismo institucional na saúde mental da mulher negra, contextualizando situações de lutas e conquistas ao longo dos anos.

“A participação da Prefeitura nessa pauta é importante, pois acaba desmistificando situações de racismo e LGBTfobia institucional. E, de forma positiva, ajuda a qualificar os nossos profissionais da saúde”, afirmou a chefe de ações em saúde do Distrito Sanitário de Itapuã, Ana Lourdes.

O evento contou com a participação da palestrante Heme Costa, licenciada em teatro pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). Ela compartilhou a sua história de vida acadêmica e social, na qual enfrentou questões relacionadas à saúde mental.

Heme Costa iniciou o encontro com o poema chamado “Não vou lavar mais os pratos”, da escritora negra Cristiane Sobral, que remete ao empoderamento feminino e aborda a rejeição das expectativas tradicionais do gênero feminino, de não se submeterem à tarefa tradicionalmente machista de lavar os pratos.

Agente comunitária há mais de 25 anos, a servidora Aurina Tito, de 53 anos, disse que o encontro foi importante e que saiu enriquecida da palestra. “Por ser mulher preta, essa palestra acabou me fortalecendo como servidora e mulher. Esses debates me fizeram refletir em como agir em situações que podem afetar a minha saúde mental”, disse.

Fonte: SECOM / Salvador