Mulher que se cortava é curada após ouvir Deus: "Meu Filho derramou seu sangue por você”

Nichole Marbach, dos Estados Unidos, sofreu abuso sexual na infância. Mas, foi durante sua vida adulta que as consequências do trauma surgiram.

Após se casar e ter três filhos, Nichole passou a ter flashbacks da violência e começou a se automutilar, em uma tentativa de lidar com a dor.

“Foi quase como se me machucar fosse uma libertação disso. E foi mais fácil para mim sentir a dor física do que a dor emocional que estava sentindo”, revelou ela, em entrevista ao God TV.

A saúde psicológica da mulher piorou quando sua filha mais velha atingiu a mesma idade em que ela foi abusada, e as lembranças dolorosas voltaram.

Mesmo frequentando a Igreja, a mãe pensou que não havia solução para seus problemas e acabou se refugiando no álcool.

Transtornos mentais

Ela foi diagnosticada com Transtorno Pós-traumático, Transtorno Bipolar e Transtorno de Ansiedade Generalizada.

“Senti muita vergonha e culpa por ser uma mãe com problemas mentais e vícios. Porque eu queria que meus filhos tivessem uma vida melhor do que a minha”, disse Nichole.

Com o tempo, ela passou a ter pensamentos suicidas e chegou a ser internada no hospital. A cristã costumava carregar lâminas de barbear e comprimidos na bolsa para usá-los quando quisesse tirar sua própria vida.

Até que certo dia, enquanto cortava seu pulso, Nichole ouviu a voz de Deus, lhe dizendo: “Você não precisa mais fazer isso. Porque meu Filho derramou seu sangue por você”.

Em lágrimas, ela percebeu que o Senhor estava lhe resgatando com seu amor. Naquele momento, Deus abriu seus olhos e a fez perceber que era amada e perdoada por Ele. Nichole lembrou que Jesus já havia sido castigado na cruz pelos seus pecados.

Curada milagrosamente

Após 6 anos sofrendo com os transtornos mentais, a mulher foi curada. Ela recebeu ajuda de um ministério de recuperação, que a guiou em uma jornada de restauração.

“Eu ia regularmente ao meu psiquiatra e ele me disse que não conhece ninguém que já tenha sido curado do transtorno bipolar. Minha identidade passou de todos esses rótulos para filha de Deus”, declarou a cristã.

Nichole também foi libertada do vício em álcool, parou de se automutilar e não teve mais pensamentos suicidas.

Fonte: Guia-me