"Pessoas que não estão acostumadas, que não sabem o que é esse Carnaval". A secretária de Saúde de Salvador, Ana Paula Matos, revelou que módulos de atendimento nos circuitos da folia registraram também casos de ansiedade e de síndrome do pânico. "A gente implantou em cinco módulos equipes de atenção psicossocial com psiquiatras. Ontem eu acompanhei um atendimento. A gente implantou naqueles que historicamente têm mais casos de uso abusivo de substâncias psicoativas, mas a gente percebeu que a gente teve esse apoio emocional", relatou, ao Bahia Notícias, neste sábado (10). Além dessa novidade, a também trouxe dados sobre atendimento em saúde bucal, uma expansão da atuação da pasta durante os dias de Carnaval. "Fizemos ontem quase 250 procedimentos e um menininho deu um depoimento lindo de que a mãe não ia reconhecer. Ele teve uma queda, ele teve os dentes quebrados na frente, e a gente recompôs com resina e ele estava encantado. Isso ajuda a autoestima deles", completou.Fonte: Bahia Notícias