Filha de feiticeiro aceita Jesus após receber tratamento médico de missionários

O Conselho de Missões Internacionais (IMB) está usando estratégias de telemedicina para levar atendimento médico especializado a áreas remotas em todo o mundo. Além disso, os missionários aproveitam a oportunidade para atrair os pacientes a Jesus.

Segundo a Baptist Press, a milhares de quilômetros do outro lado do Atlântico, os médicos conseguem tratar pessoas que necessitam desesperadamente de cuidados físicos e espirituais.

A telemedicina ficou conhecida durante a pandemia da Covid-19, onde os pacientes costumam ter consultas médicas através de uma chamada de vídeo.

O médico Dr. Geoff Little questionou por que essa mesma tecnologia não poderia ser usada para aumentar o acesso ao Evangelho em lugares de difícil acesso.


Os kits de telemedicina. (Foto: IMB)

A partir disso, ele criou kits de telemedicina que foram financiados pelo Dr. Rebekah Naylor Preach e Heal Fund do IMB.

Os kits têm cerca de 36 centímetros de largura e, dentro dele, há um tablet, um viva-voz, uma webcam, um estetoscópio que se conecta diretamente ao computador e um manguito de pressão arterial e oxímetro de pulso habilitados para bluetooth.

Atualmente, o IMB possui dois desses kits e já realizou consultas de telemedicina em 10 países.

“Há pessoas em todo o mundo que, para ter acesso a um atendimento de saúde básico, precisam percorrer uma longa jornada. Agora, através deste ministério, uma clínica virtual é levada até suas aldeias”, disse o doutor.

Cuidando da filha de um feiticeiro

Por causa dos kits, o doutor Little pôde testemunhar a restauração de Amahle*, uma menina de 11 anos, filha de um feiticeiro.

De acordo com a Baptist Press, os pais contaram que a filha sofria convulsões violentas três vezes ao dia.

A região em que eles moravam era de difícil acesso a um hospital. Devido ao quadro da menina, e a falta de conhecimento especializado, todos acreditam que ela estava possuída por um demônio.

Então, na intenção de mantê-la segura, a família a acorrentou em uma árvore. O feiticeiro procurou ajuda dos cristãos de uma igreja local. O pai reconheceu que sua bruxaria não poderia resolver o problema de sua filha.

Ele pediu que os cristãos orassem pela menina. A congregação orou e também pediu ajuda aos missionários do IMB, que estavam a várias horas de distância.

Por meio da clínica online, Little a diagnosticou corretamente e prescreveu remédios e um tratamento adequado para suas convulsões.

Amahle reconheceu Jesus como seu Salvador e, hoje, frequenta semanalmente a igreja local.

Através dos missionários do IMB, dos cristãos da região e de Little, a mãe da menina percebeu a sua maior necessidade — a espiritual — e também se rendeu a Jesus.

Enquanto a família ainda ora pela salvação do pai, uma nova igreja foi plantada em uma aldeia próxima.

Ministério de medicina

Mais de 30 voluntários compõem a equipe de Little. Eles são médicos, assistentes e enfermeiros que desejam pregar a mensagem de Jesus e curar através do Espírito Santo.

Através da consultas onlines e dos médicos locais, medicamentos e tratamentos são prescritos e vidas são transformadas. Mais de 20 pessoas aceitaram Cristo através dessa estratégia de evangelização.

À medida que cada pessoa realiza uma consulta, os crentes e os missionários do IMB compartilham o Evangelho, e os cuidados médicos adequados, que proporcionam melhor qualidade de vida para os pacientes.


As consultas realizadas pelos missionários. (Foto: IMB)

Dr. Tom Hicks, o novo diretor de Estratégias Globais de Saúde do IMB, expressou sua gratidão pelo sucesso do projeto.

“Ao estabelecer parcerias com crentes locais e profissionais de saúde, podemos capitalizar as aberturas de clínicas em dias, em vez de meses”, disse o doutor.

Ele explicou que, como as clínicas trabalham com parceiros locais, os pacientes podem se conectar com igrejas e outros crentes.

“Nossos consultores de telemedicina trabalham com tecnologia e tradutores nacionais, como também plantadores de igrejas para ver o Evangelho chegar aos perdidos de maneiras novas e emocionantes”, afirmou Hicks.

Dr. Rick Dunbar, médico e presidente do grupo consultivo de estratégias de saúde do IMB, contou:

“Little está usando suas habilidades e treinamento para criar acesso ao Evangelho. Através desta ação, ele também está gerando empregos para os cidadãos”.

“As equipes estão tendo a oportunidade de compartilhar o Evangelho com os não alcançados enquanto cuidam deles clinicamente”, concluiu ele.

*Nomes alterados por motivo de segurança.

Fonte: Guia-me