Ex-líder do Hamas convoca mundo árabe contra Israel: ‘Hora de praticar a Jihad’

O ex-líder do Hamas, Khaled Mashaal, convocou a realização de manifestações em todo o mundo muçulmano para a próxima sexta-feira (13), em apoio com os palestinos e para encorajar os países vizinhos a se unirem na luta contra Israel.

"[Devemos] ir às praças e ruas do mundo árabe e islâmico na sexta-feira", declarou Mashaal, que atualmente lidera o escritório da diáspora do Hamas, em um comunicado gravado enviado à Reuters.

Mashaal, que vive no Catar, destacou que os governos e cidadãos da Jordânia, Síria, Líbano e Egito têm uma responsabilidade ainda maior de apoiar os palestinos.

"Para todos os estudiosos que ensinam sobre a jihad… para todos aqueles que ensinam e aprendem, este é um momento de pôr em prática essas teorias", declarou Mashaal.

A palavra "jihad" é um termo árabe que significa "esforço" ou "luta", e pode ser traduzido como “guerra santa islâmica”.

Incentivo à Jordânia para atacar Israel

Em seu apelo, Mashaal disse:

“Tribos da Jordânia, filhos da Jordânia, irmãos e irmãs da Jordânia… Este é um momento de verdade e as fronteiras estão perto de vocês, todos vocês conhecem a sua responsabilidade”.

Tanto a Jordânia quanto o Líbano abrigam a maior concentração de refugiados palestinos.

A convocação de Mashaal aconteceu no momento em que Israel promete intensificar sua resposta ao ataque terrorista do Hamas com uma operação terrestre, após aviões de combate israelenses atingirem mais de 200 alvos em Gaza durante a noite.

Segundo o Ministério da Saúde de Gaza, pelo menos 950 pessoas morreram e 5.000 ficaram feridas como resultado até agora do contra-ataque israelense.

Fonte: Guia-me