Dia Nacional da Evangelização na Argentina leva 110 mil pessoas a Jesus: “Igreja nas ruas”

A Igreja Evangélica da Argentina foi para as ruas pregar Jesus em comemoração ao Dia Nacional da Evangelização (“Igreja nas ruas”), no dia 23 de dezembro.

No evento realizado pela Aliança Cristã de Igrejas Evangélicas da República Argentina (ACIERA), cerca de 110 mil pessoas foram alcançadas com o Evangelho.

No Facebook, a organização informou que 20 mil cristãos evangelizaram em 420 cidades durante a ação. A programação também contou com a colaboração de uma equipe do ministério Jovens Com Uma Missão (JOCUM).

“Continuaremos avançando na proclamação do Evangelho até ver a Argentina reconhecendo Jesus como seu Salvador”, compartilhou a ACIERA

“Vivemos um dia histórico. Levamos a mensagem da salvação para milhares de almas que precisavam de um encontro com Jesus, oramos por eles e trouxemos esperança para nossa nação”, acrescentou.

“Obrigado a todos. Acreditamos que Deus levantará a nossa nação e aqui estaremos, juntos e prontos para divulgar as Boas Novas da salvação”, concluíram.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por ACIERA (@aciera_arg)

Transmissão do evento

Milhares de pessoas assistiram o evento online no YouTube através da transmissão ao vivo do “Canal Luz”, apresentada pelo Pastor Alejandro Espínola (secretário da ACIERA) e por Paula Rodríguez da JOCUM Rosário.

Na transmissão, o governador da província de Santa Fé, Maximiliano Pullaro, afirmou: “Obrigado por tudo que vocês fazem, não só hoje, mas todos os dias, para que os argentinos possam viver melhor”.

E continuou: “Resgatei o papel social da igreja e peço que continuem evangelizando e levando a Palavra de Deus às pessoas desta sociedade tão prejudicada pela violência”.

Muitos testemunhos de conversão foram contados na transmissão a partir de diversas formas de evangelização no evento.

Em nome da ACIERA, o pastor Alejandro Espínola concluiu dizendo: “Agradeço toda a Igreja do Senhor que se mobilizou nas ruas. Foi um dia histórico. É a primeira vez que isso acontece dessa maneira".

Fonte: Guia-me