Uma detenta de uma prisão em Alicante, na Espanha, que havia sido presa por múltiplos roubos e crimes contra a saúde pública, optou por passar por uma mudança de gênero e solicitou sua transferência para uma prisão feminina. Durante esse período, ela manteve um relacionamento com outra detenta, resultando em uma gravidez.

De acordo com o El Mundo, a detenta transgênero, de nacionalidade búlgara, já havia sido detida várias vezes no Centro Penitenciário Alicante Cumplimiento, em Fontcalent, sempre sendo alojada na ala masculina.

Em sua última detenção, ela manifestou o desejo de iniciar sua transição de gênero e solicitou a transferência para o módulo feminino, além de desejar mudar de nome. No entanto, ela não passou por tratamentos hormonais ou cirurgias genitais. A detenta afirmava se identificar como mulher e tinha orientação sexual lésbica.

Após a descoberta da gravidez, a administração da prisão de Fontcalent ordenou que a detenta fosse transferida de volta para a ala masculina. No entanto, ela já foi liberada e não está mais sob custódia.

A detenta grávida, de nacionalidade espanhola, teria considerado interromper a gravidez, de acordo com informações de fontes prisionais. No entanto, ela optou por seguir adiante com a gestação e ter o bebê enquanto estava na prisão.

Leia Também: Desiste de lua de mel ao ver que mulher 'apagou' filho do casamento

Fonte: Notícias ao Minuto