Cristãos marcham em protesto pacífico pelo fim da violência na Nigéria

Líderes cristãos em conjunto com a Associação Cristã da Nigéria (CAN, da sigla em inglês), fizeram um protesto pacífico, na segunda-feira (8), em Plateau, na Nigéria, contra os ataques recentes às comunidades cristãs na região.

Conforme a Portas Abertas, o grupo caminhou pelas ruas de Jos até a residência do governador, em Rayfield, com cartazes que mostravam a tristeza e a dor que os cristãos têm enfrentado no estado de Plateau.

Alguns cartazes diziam “venham nos socorrer” e outros “não podemos nem viver o luto em paz”. Muitas pessoas também carregaram porções de galhos e ramos como forma de simbolizar a dor e a tensão que têm vivido.

‘O inimigo não tem poder algum’

Enquanto marchavam, os cristãos cantavam: “Onde está o poder do diabo quando Jesus está no comando? Onde está o poder do inimigo? Ele não tem poder algum”.

A marcha pacífica começou na Estação de Rádio e Televisão (PRTV) nos arredores de Rayfield até a casa do governador, também em Rayfield, para expressar o luto e o pedido pelo fim das mortes dos irmãos e irmãs em Cristo.

A violência acontece, principalmente, pelas mãos dos extremistas fulanis em Mangu, Barkinladi, Riyom e na região onde fica o governo, em Bokkos.

Cristãos mortos na véspera de Natal

Sobre os cristãos que foram mortos na véspera de Natal, durante as celebrações cristãs, evidencia que a intenção dos agressores é destruir as comunidades cristãs, atacando-as quando menos esperam.

A Portas Abertas menciona que, ao todo, 25 vilarejos foram atacados em um atentado militar planejado no dia 24 de dezembro de 2023, quando 110 homens, 37 mulheres, 10 crianças e 3 pessoas com deficiência foram queimadas em suas casas, sem chance de fugir.

Estima-se que há 15 mil deslocados internos e que oito igrejas também foram incendiadas. “Toda a comunidade cristã local do estado de Plateau, mais uma vez, condena veementemente os assassinatos cruéis de cristãos inocentes e indefesos em mais de 20 comunidades em Bookos, no estado de Plateau”.

Esta semana, a igreja no estado de Plateau se mobilizou para orar e jejuar. Além disso, convidou cristãos do mundo todo para se juntar a eles nesse clamor por paz e justiça.

Fonte: Guia-me