Cristã e ex-modelo da Victoria´s Secret enfrenta câncer e mantém a fé: “Sempre confiante”

Enfrentando um câncer já avançado, em estágio 4, a ex-modelo da Victoria’s Secret, Nicole Weider, que deixou a indústria da moda para seguir a Cristo, disse que sua fé permanece firme, apesar da doença.

Na semana do feriado de Ações de Graças ela escreveu em suas redes sociais: “Orem por mim”, conforme a Faithwire. Nicole também gravou um vídeo em seu leito, no hospital, contando sobre a situação.

“Percebi que um grande caroço havia crescido em meu seio esquerdo, mas ignorei por um tempo. Vi que estava crescendo e consultei um médico imediatamente”, contou.

Vendo que não se tratava apenas de um cisto, os médicos ficaram preocupados e a enviaram para fazer uma tomografia computadorizada, onde foi detectado o câncer de mama.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Nicole Weider (@nicoleweider)

‘Minha fé não foi abalada’

A ex-modelo revelou que o câncer se espalhou para outras áreas de seu corpo: “Já está em mais de três lugares, então o oncologista me disse que estou no estágio 4”.

“Hoje fiz uma biópsia da massa no meu fígado, por onde o câncer também se espalhou”, continuou.

Nicole disse ainda que seu médico explicou que em pessoas mais jovens, o câncer pode ter formas mais agressivas, uma vez que é menos comum. Apesar das notícias negativas, ela disse que a sua fé não foi abalada.

‘Queria mais para minha vida’

Sobre a carreira de modelo que abandonou, Nicole disse que não se arrepende. “Percebi que ser modelo não era realmente o que eu deveria ser”, disse em entrevista à CBN News.

Nicole explica que a busca pela beleza e pela perfeição do corpo era algo desgastante: “Eu me sentia degradada por nunca ser ‘perfeita’ o suficiente e o tempo todo era julgada pela minha aparência. Isso prejudicava minha autoestima”.

“Percebi que queria mais para minha vida e quando redescobri a fé que tinha quando era criança, isso mudou tudo. Eu sempre fui apaixonada por usar meus dons para Deus, em vez de usá-los para a indústria vazia da moda”, concluiu.

Fonte: Guia-me