Foto: Betto Jr./ Secom

Após inauguração do Natal de Salvador e participação da missa campal celebrada pelo padre Lázaro Muniz, na Praça Municipal, na noite desta quarta-feira (6), o prefeito Bruno Reis acompanhou o desfile “As Folias de Papai Noel – Grande Cortejo”, a partir do Palácio Thomé de Sousa. O desfile começou na Rua Chile e seguiu até o Terreiro de Jesus, com muita diversidade cultural e beleza pelo grande túnel de luz natalino.

Cerca de 750 artistas de variadas linguagens participam do cortejo, que é dividido em alas temáticas e mistura as tradicionais comemorações natalinas às manifestações culturais baianas. O desfile se repetirá nos dias 9 e 10 de dezembro, a partir das 18h30.

Quem dá início à apresentação cultural é a ala dos “Brincantes”, com múltiplos personagens dos Contos de Fada, a exemplo de palhaços, pernas de pau, mas também com a presença da Oficina de Frevos e Dobrados, regida pelo maestro Fred Dantas, e com um tradicional Terno de Reis, manifestação do ciclo natalino.

Na segunda ala, a folia é trazida para o contexto das manifestações afro-baianas. Entra em cena a Corte de Negra Jô e seu universo com a presença de capoeiristas, do Samba de Roda e da ala dos Caboclos de Itaparica, reverenciando o Bicentenário da Independência na Bahia.

Na terceira ala, é possível apreciar o inegável talento baiano, expressado pela dança, em suas múltiplas vertentes. Esse setor inicia com a participação do internacional Balé Folclórico da Bahia, seguido por um grupo de street dance, depois por um grupo de dançarinos de vertentes diversas e em seguida pelas quadrilhas juninas Asa Branca e Imperatriz do Forró. O carro alegórico com o Papai Noel Negro é quem fecha a apresentação desse setor, representando a maioria da população soteropolitana.

As alas finais celebram a diversidade do povo soteropolitano, que transita e colore as ruas com profissões e atividades diversas: artistas da noite, os carrinhos de cafezinho baianos, as trupes de ciclistas, e os garis da Limpurb, famosos pela animação com a qual trabalham. A folia soteropolitana natalina conta com três carros alegóricos e está sendo ambientada por tradicionais músicas de natal, com arranjos que inserem instrumentos de percussão, triângulo, sanfona e berimbaus, promovendo um rico diálogo cultural. Durante o desfile, é possível ouvir, por exemplo, músicas natalinas em ritmo de marchinhas.

Lívia Cardoso, de 54 anos, moradora de Marechal Rondon, fez questão de conferir tudo de perto. “Eu estou achando a programação maravilhosa. Assisti a todo o desfile, aproveitei tudo, vim dançando desde o início. Só falta visitar a Casa do Papai Noel, que ainda está com uma fila grande, mas eu vou lá daqui a pouco. Eu amo o Natal, remete à família, é muito gostoso, e a minha família está toda aqui presente”, contou.

Brincantes de Papai Noel – Para os dias 16 e 17 e 23 a folia continua, também às 18h30, com um cortejo mais reduzido, com carros alegóricos, músicos e personagens encantados. As Folias de Papai Noel – Grande Cortejo tem direção artística da gestora cultural Eliana Pedroso, assistência de direção de Guilherme Hunder, direção musical de Luciano Salvador Bahia, coreografia de Jorge Silva e Ivete Ramos e direção de produção de Simone Carrera. A programação do Natal de Salvador, que esse ano tem como palco principal o Centro Histórico, segue até o dia 6 de janeiro com diversas atrações cenográficas, artísticas e musicais.

Reportagem: Joice Pinho e Priscila Machado/ Secom

Fonte: SECOM / Salvador