Casal vê igreja se multiplicar após ser sequestrado no México: ‘Deus provê tudo’

Em 2015, o plantador de igrejas Aurélio e sua esposa Rute iniciaram a evangelização de um grupo de homens que haviam sido rejeitados em sua aldeia, no México.

O grupo foi excluído pela recusa desses homens em colaborar com os rebeldes locais que detinham o poder na região. Os rebeldes também se opõem a qualquer pessoa que professe a fé cristã, acreditando que os cristãos interferem em suas ideias políticas.

Apesar dos riscos enfrentados por Aurélio e Rute ao ajudar esses homens marginalizados, eles perseveraram em sua missão de evangelismo.

O casal ofereceu abrigo, alimentação e Bíblias àqueles homens, além de começarem a ensinar a Palavra de Deus a eles. Como resultado, muitos deles aceitaram entregaram suas vidas a Jesus.

Sequestro e milagre

Em uma noite de 2017, Aurélio, Rute e seu filho de 12 anos foram sequestrados e brutalmente espancados, e deixados quase à beira da morte.

"Senti a presença de Deus", testemunha Rute. "Eu o ouvi dizer: 'Você não morrerá, você viverá e contará a minha glória.' Então, experimentei paz e força".

Poucas horas depois, os sequestradores desistiram repentinamente deles e foram embora do cativeiro. Um verdadeiro milagre!

Ao contar essa história vivida por ela e sua família, Rute enxuga as lágrimas, pois o trauma ainda está presente.

Rute chora ao testemunhar livramento no cativeiro. (Foto: Sdok)

No entanto, ela demonstra confiança ao falar sobre como Deus agiu em favor deles: "Estou segura de que foi Deus quem nos concedeu tempo adicional para proclamar a verdade de Cristo no sul do México".

50 novas igrejas domésticas

Após o sequestro, Rute e Aurélio viram um forte crescimento na igreja. Em colaboração com voluntários, eles conseguiram plantar quase cinquenta igrejas domésticas formadas por pessoas que foram rejeitadas pela sociedade, mas que agora creem em Jesus.

Rute e Aurélio fazem orações com as crianças. (Foto: Sdok)

A cada sábado, mais de 5.000 jovens têm a oportunidade de ouvir o Evangelho. "Deus é tão bom", afirma Rute. "Ele me chamou e provê tudo que preciso para atender ao Seu chamado".

Fonte: Guia-me